YavéShalom
  MODULO 01  

MODULO 01

  • Home Page
  • ____________
    HAMARTIOLOGIA
    (Doutrina do Pecado)
    I - A origem do pecado

    O problema do mal que há no mundo sempre foi considerado um dos mais profundos problemas da filosofia e da Teologia. É um problema que se impõe naturalmente à atenção do homem, visto que o poder do mal é forte e universal, é uma doença sempre presente na vida em todas as manifestações desta, e é matéria da experiência diária na vida de todos os homens. Outros, porém estão convictos, de que o mal teve uma origem voluntária isto é , que se originou na livre escolha do homem, quer na existência atual, quer numa existência anterior. Estes acham se bem mais perto da verdade revelada na Palavra de Deus.
    · Dados bíblicos a respeito da origem do pecado.

    Na escritura , o mal moral existente no mundo, transparece claramente no pecado isto é, como transgressão da lei de Deus.
    1 - Não se pode considerar Deus como o seu Autor.
    O decreto eterno de Deus evidentemente deu a certeza da entrada do pecado no mundo, mas não se pode interpretar isso de modo que faça de Deus a causa do pecado no sentido de ser Ele o seu autor responsável. Esta idéia é claramente excluída pela Escritura. .Longe de Deus o praticar ele a peversidade e do Todo-poderoso o cometer injustiça.. (Jó 34:10). Ele é o Santo Deus .(Is 6:3), e absolutamente não há retidão nele. (Dt 32:4); (Sl 92:16) .Ele não pode ser tentado pelo mal e ele próprio não tenta a ninguém, (Tg 1:13) . Quando criou o homem, criou-o bom e à sua imagem. Ele positivamente odeia o pecado , (Dt25:16 , Sl 5:4 , 11:5 , Zc 8:17 , Lc 16:15) e em Cristo fez provisão para libertar do pecado do homem.
    2- O Pecado se originou no Mundo Angélico.
    A Bíblia nos ensina que na tentativa de investigar a origem do pecado devemos retornar à queda do homem, na descrição de Gn 3 e fixar a atenção em algo que sucedeu no mundo angélico. Deus criou um grande número de anjos, e estes eram todos bons, quando saíram das mãos do seu Criador ,(Gn 1:31). Mas ocorreu uma queda no mundo angélico , queda na qual legiões de anjos se apartaram de Deus. A ocasião exata dessa queda não é indicada, mas em ( Jo 8:44 ). Jesus fala do diabo como assassino desde o princípio e em (1 Jo 3:8 ) diz João que o Diabo peca desde o princípio.
    3 - A origem do pecado na raça humana.
    Com respeito à origem do pecado na história da humanidade a Bíblia ensina que ele teve início com a transgressão de Adão no paraíso e portanto com um ato perfeitamente voluntário da parte do homem. O tentador veio do mundo dos espíritos com a sugestão de que o homem, colocando-se em oposição a Deus, poderia tornar-se semelhante a Deus. Adão se rendeu à tentação e cometeu o primeiro pecado, comendo do fruto proibido . Mas a coisa não parou aí ,pois com esse primeiro pecado Adão passou a ser escravo do pecado. Esse pecado trouxe consigo corrupção permanente, corrupção que dada a solidariedade da raça humana, teria efeito não somente sobre Adão , mas também sobre todos os seus descendentes. Como resultado da queda, o pai da raça só pode transmitir uma natureza depravada aos pósteros. Dessa fonte não Santa o pecado fluí numa corrente impura passando para todas as gerações de homens corrompendo tudo e todos com que entra em contato. É exatamente esse estado de coisas que torna tão pertinente a pergunta de Jó .Quem da imundície poderá tirar cousa pura ? Ninguém, (Jó 14:4) . Mas ainda isso não é tudo : Adão pecou somente com o pai da raça humana, mas também como chefe representativo de todos os seus descendentes , e , portanto , a culpa do seu pecado é posta na conta deles, pelo que todos são possíveis de punição e morte. É primariamente nesse sentido que o Pecado de Adão é o pecado de todos. É o que Paulo ensina em (Rm 5:12) .Portanto,assim como por um só homem entrou o pecado no mundo e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens,porque todos pecaram..Deus adjudica a todos os homens a condição de pecadores, culpados em Adão, exatamente como adjudica a todos os crentes a condição de justos em Jesus Cristo. É o que Paulo quer dizer, quando afirma : .Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação , assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida. Porque ,como pela desobediência de um só homem muitos se tornarampecadores, assim também por meio da obediência de um só ,muitos se tornarão justos., ( Rm 5:18,19).
    II - A Natureza do Primeiro pecado ou da Queda do Homem.
    1 - Seu caráter Formal : Pode-se dizer que numa perspectiva puramente formal , o primeiro pecado do homem consistiu em comer ele dá arvore do conhecimento do bem e do mal. Quer dizer que não seria pecaminoso, se Deus não tivesse dito : .Da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás.. A ordem dada por Deus para não se comer do fruto da árvore serviu simplesmente ao propósito de por à prova a obediência do homem. Foi um teste de pura obediência desde que Deus de modo nenhum procurou justificar ou explicar a proibição.
    2- Seu caráter essencial e material : O primeiro pecado do homem foi um pecado típico, isto é , um pecado no qual a essência real do pedaço se revela claramente. A essência desse pecado está no fato de que Adão se colocou em oposição a Deus, recusou-se a sujeitar a sua vontade à vontade de Deus de modo que Deus determinasse o curso da sua vida , e tentou ativamente tomar a coisa toda das mãos de Deus e determinar ele próprio o futuro. Naturalmente podem distinguir-se diferentes elementos do seu primeiro pecado. No intelecto, revelou-se como incredulidade e orgulho na vontade como o desejo de ser como Deus, e nos sentimentos como uma ímpia satisfação ao comer do fruto proibido.
    · O primeiro pecado ou a queda como ocasionada pela tentação.

    A escritura dá a entender claramente que a serpente foi apenas um instrumento de Satanás , e que Satanás foi o real tentador que agiu na serpente e por meio dela , como posteriormente agiu em homens e em porcos ( Jo 8:44 , Rm 16:20 , 2 Co 11:3 , Ap12:9 ) . A serpente foi um instrumento próprio para Satanás pois ele é a personificação do pecado , e a serpente simboliza o pecado(a) em sua natureza astuta e enganosa e (b) em sua picada enenosa com a qual mata o homem.

    III - A idéia Bíblica do pecado.

    O pecado é o resultado de uma escolha livre porém má, do homem.

    Este é o ensino claro da Palavra de Deus , (Gn 3:1 - 6) , ( Is 48:8) , (Rm 1:18-32) , ( 1 Jo 3:4).O homem está do lado certo ou do lado errado ( Mt 10: 32,33 , 12:30 , Lc 11:23 , Tg2;10) .A escritura vê o pecado em relação a Deus e sua lei, quer como lei escrita nas tábuas do coração , quer como dada por meio de Moisés , (Rm 1:32 , 2:12-14 , 4:15 , Tg 2:9 , 1 Jo 3:4 ). Embora muitos neguem que o pecado inclui culpa, essa negação naõ se harmoniza com o fato de que o pecado é ameaçado com castigo e de fato o recebe , e evidentemente contradiz claras afirmações da Escritura , ( Mt 6:12 , Rm 3:19 , 5:18 , Ef 2:3) . Por corrupção entendemos a corrosiva contaminação inerente, a que todo pecador está sujeito. É uma realidade na vida de todos os indivíduos. Ë inconcebível sem a culpa , embora a culpa ,como incluída numa relação penal seja concebível sem a corrupção imediata. Mas é sempre seguida pela corrupção. Todo aquele que é culpado em Adão, também nasce com uma natureza corrupta , em consequência. Ensina-se claramente a doutrina da corrupção do pecado em passagens como , ( Jó 14:4 , Jr 17:9 ,Mt 7: 15-20, Rm 8:5-8 , Ef 4:17-19). O pecado não reside nalguma faldada da alma, mas no coração que na psicologia da Escritura é o órgão central da alma , onde estão as saídas da vida. ( Pv 4:23 , Jr 17:9, Mt 15:19,20 , Lc 6:45 , Hb 3:12).A questão sobre se os pensamentos e os sentimentos do homem natural, chamado .carne. na Escritura, devam ser considerado como constituindo pecado , poder-se-ia responder indicando passagens como as seguintes : ( Mt 5:22,28 ; Rm 7:7 ; Gl5:17,24 e outras. Em conclusão pode-se dizer que se pode definir o pecado como falta de conformidade com a lei moral de Deus, em ato, disposição ou estado. Há inequívocas declarações como a Escritura que indicam a pecaminosidade universal do homem como nas seguintes passagens : ( 1 Rs 8:46 , Sl 143:2 , Pv20:9, Ec 7:20, Rm 3: 1-12,19,20,23, Gl 3:22 , Tg 3:2 , 1 Jo1:8,10). Várias passagens da Escritura ensinam que o pecado é herança do homem desde a hora do seu nascimento e, portanto ,está presente na natureza humana tão cedo que não há possibilidade de ser considerado como resultado de imitação (Sl 51:5,Jó 14 : 4, Jo 3:6) . Em (Ef 2:3 ) diz o Apóstolo Paulo que os efésios eram .por natureza. indica uma coisa inata e original em distinção daquilo que é adquirido. Então, o pecado é uma coisa original , daquela , participam todos os homens e que as faz culpados diante de Deus. Além disso de acordo com a Escritura, a morte sobrevém mesmo aos que nunca exerceram uma escolha pessoal e consciente ( Rm 5:12-14) . Finalmente a escritura ensina também que todos os homens se acham sob condenação e portanto necessitam da redenção que há em Cristo Jesus , nunca se declarava que as crianças constituem exceção a essa regra , conforme as passagens recém-citadas e também (Jo 3:35 ,1 Jo 5:12) , não contradizem isto as passagens que atribuem certa justiça ao homem como ( Mt 9:12,13, At 10:35 , Rm 2:14 ,.Fp 3:6 , 1 Co 1:30 ) , pois esta pode ser a justiça civil , cerimonial ou pactual , a justiça da lei ou a justiça que há em Cristo Jesus.

    V - O Pecado na Vida da Raça Humana

    A - Pecado Original -

    O estado e condição de pecado em que os homens nascem é des ignado na Teologia pelo nome de peccatum originale , literalmente traduzido por .pecado original.. Chama-se .Pecado Original. (1) porque é derivado da raiz original da raça humana (2) porque está presente na vida de todo e qualquer indivíduo, desde a hora do seu nascimento e , portanto, não pode ser considerado como resultado de imitação e (3) porque é a raiz interna de todos os pecados concretizados que corrompem a vida do homem.

    B - Os dois elementos do Pecado Original

    1 - A culpa original: A palavra .culpa. expressa a relação que há entre o pecado e a justiça , ou , como o colocam os teólogos mais antigos , e a penalidade da lei. Quem é culpado está numa relação penal com a lei. Podemos falar da culpa em dois senetidos, a saber, como reatus culpae (réu convicto) e como reatus poenae ( réu passível de condenação).O sentido habitual,porém , em que falamos de culpa na teologia , é o de reatus poenae. Com isto se quer dizer merecimento de punição , ou obrigação de prestar satitisfação à justiça de Deus pela violação da lei, feita por determinação pessoal. Isso é evidenciado pelo fato de que, como a Bíblia ensina , a morte, como castigo do pecado, passou de Adão a todos os seus descendentes : (Rm 5:12 - 19, Ef 2:3 , 1 Co 15:22 ) .

    C - Depravação Total

    Em vista do seu caráter impregnante, a corrupção herdada toma o nome de depravação total; muitas vezes esta frase é mal compreendida , e portanto requer cuidados discriminação. Esta depravação total é negada pelos pelagianos, pelos socinianos e pelos arminianos do século dezessete , mas é ensinada claramente na Escritura . ( Jo 5:42 , Rm 7:18,23 , 8:7 , Ef 4:18 , 2Tm 3: 2-4 ,Tt 1:15 , Hb 3:12).

    V - O Pecado Fatual

    Os católicos Romanos e os arminianos menosprezaram a idéia do pecado original e , depois, desenvolveram doutrinas como a da purificação do pecado original (se bem que não só desse) pelo batismo e pela graça suficiente , pelo que fica muito obscurecida a sua gravidade. A ênfase é dada clara e completamente aos pecados atuais. Os pelagianos, os socinianos, os teólogos modernistas- e, por estranho que pareça - também a Teologia da Crise, só reconhecem os pecados atuais. Deve-se dizer, porém ,que esta teologia fala do pecado igualmente no singular e no plural, isto é , ela reconhece a solidariedade no pecado, não reconhecida por alguns dos outros. A teologia reformada (calvinista) sempre reconheceu devidamente o pecado original e sua relação com os pecados atuais. Quando falamos do pecado fatual ou peccatum actuale, empregamos a palavra .fatual. ou factuale. num sentido compreensivo. A expressão .pecados fatuais. não indica apenas as ações externas praticadas por meio do corpo, mas também todos os pensamentos e violações conscientes que decorrem do pecado original.São os pecados individuais expressos em atos diversamente da natureza e inclinação herdada. O pecado original é somente um, o pecado fatual é múltiplo. Os pecados fatuais podem ser interiores, como no caso de uma dúvida consciente e particular, ou de um mau desígnio, sediado na mente ou de uma cobiça consciente e particular, ou de um mau desígnio sediado na mente, ou de uma cobiça consciente e particular do coração, mas também pdem ser exteriores , como a fraude, o furto , o adultério, o assassínio etc. Enquanto que a existência do pecado original tem-se defrontado com a sua negação amplamente generalizada a presença do pecado fatual na vida do homem geralmente é admitida . Contudo ,isso não quer dizer que as pessoas sempre tiveram consciência igualmente profunda de pecado. Afirmações como de Paulo em(Gl 5:21) e de passagens de texto comprovam os pecados fatuais . (Nm 15:29-31, Gl 6:1 , Ef 4:18, 1 Tm 1:13 , 5:24, Mt10;15, Lc 12:47 , 48 ; 23:34 , Jo 19:11, At 17:30 , Rm 1:32 ;2:12 , 1 Tm 1:13,15,16).

    VI - O Pecado Imperdoável

    Diversas passagens da escritura falam de um pecado que não pode ser perdoado, após o qual é impossível a mudança do coração e pelo qual não é necessário orar.É geralmente conhecido como pecado ou blasfêmia contra o Espírito Santo. O Salvador fala explicitamente dele em ( Mt 12:31,32) e passagens paralelas, e em geral se pensa que ( Hb 6:4-6 , 10:26,27 e 1 Jo 5:16 ) ,também se referem a esse pecado.

    VII - A Punição do Pecado

    O pecado é coisa muito séria ,e é levado a sério por Deus, embora os homens muitas vezes o tratem ligeiramente. Não é somente uma transgressão da lei de Deus, é também um ataque ao grande Legislador , uma revolta contra Deus. Ë uma infração da inviolável justiça de Deus, que é o fundamento do seu trono (Sl 97:2) , e uma afronta à imaculada santidade de Deus, que requer que sejamos santos em toda a nossa maneira de punição numa palavra de fundamental significação, diz Ele: .Eu sou o Senhor teu Deus, Deus Zeloso , que visito a iniquidade dos pais nos filhos até à terceira , à Quarta geração daqueles que me aborrecem.. (Êx 20:5 ) . A Bíblia atesta abundantemente o fato de que Deus pune o pecado , nesta vida e na vida por vir. A Bíblia fala de penalidades que em nenhum sentido são resultados ou consequências naturais do pecado, por exemplo em(Êx.32:33, Lv 26:21 , Nm 15;31 , 1 Cr 10:13, Sl 11:6 , 75:8 , Is1:24,28, Mt 3:10 , 24:51) .Todas estas passagens falam de uma punição do pecado por um ato Direto de Deus. A palavra .punição. vem do termo latino poena , significando punição, expiação ou pena. A Bíblia nos ensina, por um lado, que Deus ama e castiga o seu povo ( Jó 5:17, Sl 6:1 , 94:12, 118:18, Pv 3:11, Is 26:16, Hb12:5-8, Ap 3:19 , e , por outro lado, que ele aborrece e pune os que praticam o mal ( Sl 5:5 , 7:11, Na 1:2 , Rm 1:18 ; 2:5,6 , 2Ts 1:6 , Hb 10:26,27.)

    VIII - Morte Espiritual

    O pecado separa de Deus o homem, e isso quer dizer morte, pois é só na comunhão com o Deus vivo que o homem pode viver de verdade. A morte entrou no mundo por meio do pecado ( Rm 5:120 , e que o salário do pecado é a morte ( Rm 6:23). A penalidade do pecado certamente inclui a morte física , mas inclui muito mais que isso.

    IX - Considerações Bíblicas sobre o Pecado.

    A teologia Bíblica nos apresenta as seguintes definições para o Pecado:

    Transgressão da Lei : ( I Jo 3:4);

    Desobediência ( Jr 3:25);

    Rebeldia ( 1 Sm 15:23); Dúvida e tudo o que não provém da fé (Rm 14:23);

    Acepção de Pessoas (Tg 2:9);

    Blasfêmia contra o Espírito Santo ( Mc 3:29).

    QUESTIONÁRIO MODULO 01

    RESPONDA E NOS ENVIE PELO E-MAIL

    CONTATO@YAVESHALOM.COM.BR

    RESULTADO DENTRO DE 03 DIAS UTEIS .

    1a ) Defina o Pecado do Ponto de Vista Social.

    2a ) Pode-se dizer que Deus é autor do Pecado ?

    3a ) Dê exemplos de versículos ou passagens de texto sobre a origem do pecado no mundo angélico ?

    4a ) Por que motivo Adão passou a ser escravo do Pecado ?

    5a ) Defina a natureza do 1o pecado em caráter formal, essencial e material ?

    6a ) O que é Pecado Original ?

    7a ) O que é Pecado Fatual ?

    8a ) O que é Pecado Imperdoável?

    9a ) Dê exemplos de punições com passagens de texto ou versículos ?

    10a ) Quais as formas de definições para o pecado ?

    E-mail:pastorvalter@yaveshalom.com.br
    Endereço:Rua Antonio Maria Coelho,409 - CEP 79009-380 (vila Planalto)